Rio Guaraguaçu │Paranaguá

Rua da Praia │Paranaguá

Área portuária│Paranaguá

Ilha do Mel │Paranaguá

Zeppelin em 01 de Dezembro de 1936│Paranaguá

Rua Visconde de Nácar, 1933 │Paranaguá

Vista da Baía e Pontal do Paraná

RIo Itiberê e Ilha de Valadares │Paranaguá

Visão da Serra da Prata │Paranaguá

APPA realiza curso de combate a acidentes ambientais certificado pela ONU

Durante duas semanas a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA) realizou um curso de capacitação voltado ao comando e resposta em caso de acidentes ambientais. Ministrado pela All Briggss, empresa especializada em combate a derramamento de óleo no mar, o curso é certificado pela Organização Internacional Marítima (IMO, em inglês) — agência especializada da ONU de segurança e navegação internacional.

Ao centro, de colete laranja, Danyelle Stringari, presidente da Funespar, participa de treinamento certificado por agência da ONU, em Paranaguá.

O curso, chamado de “On Scene Commander”, é dedicado àqueles que podem ter que comandar qualquer ação de combate a um acidente ambiental em mar, como vazamentos de óleo. Participaram da capacitação representantes de onze terminais (Teapar, Cattalini, Fospar, TCP, CPA, União Vopak, Rocha, Bunge, Transpetro, Álcool do Paraná), da Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq), Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Capitania dos Portos, Ministério Público, Funespar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil.

No treinamento realizado na APPA, os participantes foram apresentados às ocorrências possíveis de acidentes nas operações portuárias, suas frequências, quais técnicas são mais úteis para cada uma das situações e como identificar as consequências de todos os eventos. Para a conclusão do módulo 4 de combate à acidente ambiental foi realizado um simulado, no qual, trabalhou-se diversas situações que acontecem em um incidente como este. Por exemplo, desde o cálculo da influência do vento e da maré no movimento da mancha de óleo até o gerenciamento do material de combate disponível.

INVESTIMENTO

A atividade, que conta com o certificado e reconhecimento da IMO, faz parte de uma série de medidas de prevenção que a APPA executa visando a segurança da cidade de Paranaguá e da sua baía. O objetivo da ação é garantir a melhor interlocução entre os responsáveis pela atuação direta em caso de emergência; coordenadores e os órgãos ambientais fiscalizadores e de controle, promovendo uma resposta assertiva que minimize os possíveis impactos a saúde humana, ao meio ambiente e as infraestruturas.

Nos últimos cinco anos, a APPA investiu aproximadamente R$ 35 milhões na área de meio ambiente. Para 2017 e 2018, investirá outros R$ 32 milhões em meio ambiente para dar continuidade aos mais de 40 projetos e programas que estão em andamento e no aprimoramento do trabalho já realizado. Em 2010 o porto foi interditado por não ter licença de operação do Ibama, na época. Em 2012 deixou a última posição dos portos brasileiros no Índice de Desempenho Ambiental da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) para a 3ª colocação, em 2016, em qualidade de serviços ambientais.

FONTE: O material acima foi adaptado do site da Agência Estadual de Notícias

(http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=94500&tit=Appa-promove-capacitacao-para-combate-a-acidentes-ambientais&ordem=80)

Presidente da Funespar representa o Paraná em evento da ONU no Canadá

A professora Dra. Danyelle Stringari, diretora acadêmica do CEPED/PR e presidente da Funespar, foi convidada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para a 5º sessão da Plataforma Regional para a Redução do Risco de Desastre (RRD) nas Américas, realizado em Montreal, no Canadá. No evento, que reuniu mais de mil delegados e 50 países de todas as Américas, o Paraná foi representado pelo Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (CEPED/PR) e Universidade Estadual do Paraná (Unespar).

Foram realizadas atividades que resultaram no planejamento e acordo de um Plano de Ação Regional (PAR) para apoiar a implantação do Marco de Sendai 2015-2030 e tornar os países resilientes. O Marco foi acordado por mais de 180 países com a Organização das Nações Unidas (ONU) e estabelece metas globais para aumentar a preparação para desastres, sistemas eficazes de alerta rápido e cooperação internacional, ao mesmo tempo em que reduz o impacto das catástrofes sobre as pessoas e o meio ambiente.

Delegação do Brasil em evento realizado pela ONU, no Cadaná. Divulgação/Unespar

OPORTUNIDADE

Delegada da missão brasileira em Montreal, a diretora acadêmica do CEPED/PR e professora da Unespar, Danyelle Stringari, destaca a importância da participação no evento. “Foi uma oportunidade para, além de conhecer as práticas de outros países, discutirmos o que estamos fazendo por meio do CEPED/PR, principalmente no âmbito da pesquisa acadêmica, para impulsionar a implantação e mensuração dos resultados esperados pelo Marco Sendai no Paraná”, afirma.

Presidente da Funespar e diretora acadêmica do CEPED/PR, professora Dra. Danyelle Stringari, representou o Paraná em evento da ONU. Crédito: Divulgação/Unespar

A quinta sessão da Plataforma Regional para a Redução do Risco de Desastre (RRD) nas Américas discutiu o Marco de Sendai. Crédito: Divulgação/Unespar

Como detalha, o CEPED/PR possui uma formatação diferente dos demais centros brasileiros, pois está vinculado academicamente à Unespar e administrativamente à Casa Militar. A responsável pelo assessoramento é a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil.
ONU

A Plataforma Regional foi apoiada da ONU e contou com sessões técnicas, atividades para interação dos participantes e discussão sobre práticas e lições aprendidas com as ações para implantação do Marco de Sendai. Também apresentou ferramentas e iniciativas inovadoras em torno de redução do risco de desastres.

DELEGAÇÃO

Entre os brasileiros que participaram do evento estão a diplomata Lucianara Andrade Fonseca; o diretor geral do Centro Nacional de Monitoramento a Alertas de Desastres Naturais (Cemaden/MCTIC), Osvaldo Luiz Leal Moraes; o diretor de gestão de riscos e reabilitação urbana do Ministério das Cidades, Yuri Rafael Della Giustina, e o promotor da campanha Cidades Resilientes no Brasil, Sidnei Furtado Fernandes.

Mais de mil delegados e 50 países de todas as Américas participaram da quinta sessão da Plataforma Regional para a Redução do Risco de Desastre (RRD) nas Américas. O evento realizado na cidade de Montreal, no Canadá, contou com uma comitiva brasileira e representação paranaense por meio do Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (Ceped/PR) e da Universidade Estadual do Paraná (Unespar). Crédito: Divulgação/Unespar

FONTE: O material acima foi adaptado do site da Agência Estadual de Notícias

(http://www.aen.pr.gov.br/modules/galeria/detalhe.php?foto=297907&evento=50020&tit=Ceped-representa-o-Paranaem-evento-no-Canada-sobrereducao-de-risco-de-desastres#menu-galeria0)

Funespar gerencia recurso de centro de pesquisa que visa a redução de desastres no Estado

O Centro Universitário de Estudos e Pesquisa sobre Desastres (CEPED/PR) passa a gerenciar os projetos submetidos a financiamentos, por meio de chamada pública, voltada à redução do risco de desastres no Paraná. Com a medida aprovada pela governadoria do estado, 15 projetos estão autorizados a iniciarem o desenvolvimento das pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação.

Em solenidade, O governador do Estado do Paraná decretou a criação do Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres do Paraná. Crédito: Divulgação/ AEN

No total, estão disponíveis  R$ 1,5 milhão para os projetos financiados pela Sanepar e um subsidiado pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA). Os recursos foram possíveis após convênio entre o CEPED/PR, Universidade Estadual do Paraná (Unespar), a Casa Militar, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil e a Fundação de Apoio à Unespar (Funespar).

 

A presidente da fundação e diretora acadêmica do CEPED/PR, professora Danyelle Stringari, explica que a chamada permite ampliar as ações da Redesastre que é gerida pelo Centro. “É uma iniciativa inédita no Paraná. A ideia é contribuir com a redução do risco de desastres e fomentar a pesquisa dentro das universidades cooperadas, aplicadas à necessidade do Estado e da Defesa Civil”, disse.

As assinaturas ocorreram durante evento em que o governo do Paraná e o Ministério das Cidades anunciaram o investimento de R$ 362,3 milhões para ampliar os sistemas de água e de esgoto sanitário em 22 municípios paranaenses. Na oportunidade também estiveram presentes o vice-reitor da Unespar, professor Sydnei Kempa, e o diretor do CEPED/PR, capitão Eduardo Gomes Pinheiro.

CEPED/PR autoriza início de pesquisas sobre redução de desastres. Crédito: Divulgação/ AEN

CONTEMPLADOS

A Rede Estadual de Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação Tecnológica voltada à redução de riscos de desastres (Redesastre) conta com 16 instituições cooperadas. Dentre elas, as beneficiadas com a chamada são a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), a Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), a Universidade Estadual do Paraná (Unespar), a Universidade Estadual de Londrina (UEL), a Pontifícia Universidade Católica (PUC), o Simepar e o IPET.

CEPED/PR

O Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres foi fundado em 2013 e é um órgão de assessoramento da Defesa Civil do Paraná. Possui um formado inovador uma vez que está vinculado academicamente à Universidade Estadual do Paraná (Unespar) e administrativamente à Casa Militar. Além disso, é responsável pela gestão da Redesastre e possui parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU).

FONTE: O material acima foi adaptado do site do CEPED/PR

(http://www.ceped.pr.gov.br/2017/04/81/Ceped-PR-autoriza-inicio-de-pesquisas-sobre-reducao-de-desastres.html)

Congresso vai debater a redução de riscos de desastres em outubro

cogrA Universidade Estadual do Paraná (Unespar), por meio do Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (Ceped/PR), e em parceria com a Universidade Positivo (UP) realiza entre os dias 12 e 15 de outubro o I Congresso Brasileiro de Redução de Riscos de Desastres. O evento tem como objetivo promover o trabalho em rede e o intercâmbio de informações e troca de experiências a partir da temática “A Pesquisa e o Ensino em RRD no Brasil e o Marco de Sendai para a Redução do Risco de Desastres 2015 – 2030”. Read more

Sanepar firma convênio para pesquisas sobre desastres ambientais

Captao_da_Sanepar__Adutora_submersa__Foto_4Para a destinação de recursos, A Sanepar assinou um termo de cooperação técnica, científica e financeira com a Casa Militar, Universidade Estadual do Paraná (Unespar) e a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Paranaguá. Pelo documento, a Companhia de Saneamento do Paraná deve desembolsar até R$ 500 mil por ano para os estudos. Read more

Funespar participa de simulado de atendimento a acidente no Porto de Paranaguá 

simulado-porto-paranagua (1)O Ibama coordenou, quinta-feira (02), um exercício de atendimento a acidente ambiental no Porto de Paranaguá com o objetivo de testar o Plano de Emergência Individual (PEI). Na atividade realizada, foi simulado um derramamento de 80 mil litros de óleo com vítimas, risco de toque de óleo em área sensível (manguezais) e impacto à fauna. Read more

Funespar participa de Seminário Internacional de Proteçao à Fauna Oleada no Rio de Janeiro

20100608-oil-spillA presidente da FUNESPAR, profa. Dra. Danyelle Stringari e os professores Dra. Cassiana Baptista Metri e Dr. Rafael Metri da UNESPAR – campus Paranaguá, participarão das Oficinas Técnicas de Reabilitação de Fauna Oleada a serem realizadas no dia 11 e 12 de dezembro de 2013.  As oficinas fazem parte do Seminário Internacional de Proteção à Fauna em Caso de Vazamento de Óleo, evento organizado pelo IBAMA e Petrobrás. Read more

Funespar participa do Seminário Portos e Sustentabilidade no Itamaraty

itaA Secretaria de Portos e o Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais (IVIG/COPPE/UFRJ) lançam na próxima quinta-feira, dia 5 de dezembro, às 9 horas, na sede do Itamaraty em Brasília, o Centro Internacional de Referência em Portos e Sustentabilidade – CIRPS.

Read more

Richa autoriza conjunto de obras de R$ 175 milhões no Porto de Paranaguá

Richa autoriza conjunto de obras de R$ 175 milhões no Porto de Paranaguá

O governador Beto Richa assinou nesta segunda-feira (30) os contratos para o início de três importantes obras no Porto de Paranaguá. Os investimentos somam R$ 175,7 milhões. Os investimentos incluem uma nova campanha de dragagem, aquisição de novos carregadores de navios e obras de recuperação das vias de acesso ao porto. Read more

Porto de Paranaguá terá base de prontidão ambiental inédita no País

golfinho (1)A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) e a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Paranaguá e da Universidade Estadual do Paraná (Funespar), assinaram na última quarta-feira (24), em Paranaguá, um convênio técnico operacional para a criação de uma base de prontidão especializada no resgate e na despetrolização da fauna em caso de acidentes ambientais na área do complexo estuarino da baía de Paranaguá. Com o convênio, a Appa estará atendendo à demanda do Ibama que exige a implantação desta base de prontidão para aprovar o Plano de Emergência Individual (PEI) e, por consequência, emitir a licença de operação do porto. Read more